Tamanho do texto

O grupo Bohemia Crystalex Trading (BCT), um dos maiores produtores de vidro e cristal à beira da falência, confirmou nesta terça-feira que vai cessar as atividades de duas fábricas especializadas nos famosos cristais da Boêmia, nas quais trabalham 1.800 pessoas.

Além demás da fábrica de Sklo Bohemia, cujo fechamento foi anunciado na véspera aos empregados, a fábrica de Sklarny Bohemia também encerrará sua produção, anunciou Vlastimil Bazant, diretor executivo do BCT. Ambas instalações se encontram no centro da República Tcheca.

Bazant não pôde confirmar se o grupo está em condições de pagar os salários de setembro aos trabalhadores, cujo futuro depende agora de uma oferta de compra sobre o BCT.

O Estado, que possui 49% do grupo, se negou até o momento a participar em plano de resgate, apesar dos pedidos dos sindicatos.

As dificuldades do grupo estão vinculadas à insuficiências estruturais, à concorrência dos países asiáticos, à valorização da moeda tcheca e à diminuição dos créditos num contexto mundial de turbulências.

A BCT nasceu da privatização da fábrica estaal Borske Sklo e sua produção de vidros representa 90% do total da República Checa.

jma-sof/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.