Tamanho do texto

Plataforma Mooba rastreará todos os passos da tentativa de compra para provar que ação foi feita no horário do desconto

Um dos maiores motivos de reclamação na Black Friday é a instabilidade dos sites e consequentes processos mal-sucedidos de compra. Com o crescimento de público para a 6ª edição da versão brasileira do evento, e uma demanda maior por qualidade no atendimento, algumas iniciativas chegam para ajudar a garantir o direito do consumidor. Uma delas é o serviço de monitoramento de tentativas de compras, feito pela plataforma Mooba ( http://www.mooba.com.br/ ).

Integrada com a base de usuários do Reclame Aqui – o cadastro pode ser reaproveitado no momento do acesso ao Mooba – a ação funcionará como um dossiê de que o cliente quis adquirir o produto, mas não conseguiu por motivos técnicos do site de venda.

Tela de rastreio na plataforma, que segue todos os passos da tentativa de compra
Divulgação
Tela de rastreio na plataforma, que segue todos os passos da tentativa de compra

“Vamos fazer o rastreamento de todo o processo de compra para que o cliente possa ter uma proca de que tentou fazer a compra nas condições que estavam sendo ofertadas”, explicou o CEO da empresa, José Eduardo Rangel.

Essa vai ser a primeira operação do serviço de rastreamento na Black Friday brasileira. Além de garantir ao cliente que se honre a oferta, esse método também pode agir como um proteção para os varejistas. “Vai funcionar para as lojas também, porque evita fraudes de clientes que tentam se aproveitar, mesmo não tendo tentado comprar na data”, completa.

O Mooba, que originalmente oferece um serviço de cashback (retorno de uma parcela da compra em crédito para o consumidor), tem atualmente uma base de clientes de 230 mil. Com a Black Friday, na esteira do novo serviço, a expectativa é que aproximadamente 70 mil pessoas façam a adesão.

Empresas campeãs de reclamação na Black Friday 2014


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.