Tamanho do texto

Estudo divulgado nesta quinta-feira (29) revela que haverá a adesão de 1 em cada 3 pessoas que não compraram em 2014

A Black Friday já se tornou uma data para o varejo brasileiro comemorar. Tradicional nos EUA e trazida para o país em 2010, foi responsável por um faturamento de R$ 1,16 bilhão em 2014, mais de 3% da venda anual do e-commerce em apenas um dia. Para 2015 a expectativa é que o evento movimente cerca de R$ 1,9 bilhão entre a quinta e a sexta-feira, 26 e 27 de novembro, e uma em cada três pessoas que não compraram em 2014 aproveite as promoções desse ano.

Google Brasil fez pesquisa para mapear hábitos de consumo do brasileiro na Black Friday e apresentou cenário promissor para a edição desse ano
Alan Diaz/AP/9.4.14
Google Brasil fez pesquisa para mapear hábitos de consumo do brasileiro na Black Friday e apresentou cenário promissor para a edição desse ano


Uma pesquisa realizada pelo Google com mil pessoas, no final desse mês, mapeou os hábitos de consumo do brasileiro e as expectativas do varejo para a Black Friday 2015. Claudia Sciama, diretora de negócios para o Varejo do Google Brasil, afirmou que como o momento econômico não é dos melhores, muitas pessoas aguardam pela data para fazer um bom negócio. “Em um ano de poucas vendas, o varejo aposta todas as suas fichas na Black Friday”, diz.

Procura pelo preço que cabe no bolso

A diretora também acredita que essa edição do evento será boa principalmente para o mercado de smartphones. “Eles apresentam a maior taxa de interesse de compra. Dos que compraram um celular no ano passado, 42% querem usar a data para trocar de aparelho”, completa.

Dentre as pessoas que compraram eletrodomésticos, moda, computadores, televisores e produtos de beleza, o interesse na compra de um novo aparelho de celular gira em torno dos 36%, de acordo com a pesquisa. Entre os termos mais procurados no buscador, celular, smartphone e iPhone estão no topo da lista.

Na semana do BF, cresce a busca por produtos que cabem no bolso do consumidor, em detrimento dos “sonhos de consumo”. No ano passado, por exemplo, na onda das TV’s 4K, o produto mais procurado foi a TV de plasma que teve um aumento de 415% nas buscas. O mesmo aconteceu com os smartphones. O iPhone 6 era o lançamento da época em 2014, no entanto durante o período da BF houve um boom de buscas para o iPhone 5s e o 4s.

A pesquisa aponta também que 82% dos internautas brasileiros que compraram na Black Friday 2014 pretendem voltar a gastar na data em 2015 e o ticket médio que era de R$ 396 em 2013 cresceu para R$ 522 em 2014, a expectativa, segundo Claudia, é um aumento desse valor para esse ano. Isso porque três entre cinco entrevistados pretendem gastar mais de R$ 200 reais em compras.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.