Tamanho do texto

Dmitry Rybolovlev, o ex-magnata dos fertilizantes, teria usado a filha para comprar uma cobertura de R$ 88 milhões em Nova York

O centésimo homem mais rico do mundo, o ex-magnata russo dos fertilizantes, Dmitry Rybolovlev, está enfrentando uma guerra judicial que pode fazer com que metade de sua fortuna de US$ 9 bilhões simplesmente desapareça. Em seu encalço não estão empresas, governos ou mesmo ex-trabalhadores.

Quem quer lhe tomar metade de tudo que tem é um inimigo mais singelo, porém, garantem os advogados, mais obstinado que o bilionário russo já enfrentou: sua ex-mulher, Elena Rybolovlev, com quem esteve casado por 24 anos.

Leia também : São Paulo é a sexta cidade com maior número de bilionários no mundo

Na semana passada Elena fez seu movimento mais rumoroso em uma batalha que se estende desde 2009, quando os dois se separaram. A ex-esposa denunciou o bilionário em um tribunal de Nova York de estar tentando esconder parte de sua fortuna adquirindo bens em nome de terceiros, com o claro intuito de reduzir a parte que ela tem direito na divisão de bens.

A acusação ganhou ainda mais atenção porque o “terceiro” a que Elena se refere trata-se de Ekaterina Rybolovlev, filha do casal de 22 anos que estuda em uma universidade americana. Para completar, o bem envolvido na questão é uma cobertura de mais de 600 metros quadrados na região do Central Park. O imóvel foi comprado em dezembro como um presente do pai para a filha e custou US$ 88 milhões, o maior preço já pago por um imóvel em Nova York.

Em uma outra ação a ex-mulher exige que o título de propriedade da mansão mais cara dos Estados Unidos, que pertenceu a Donald Trump, passe para seu nome. Rybolovlev pagou US$ 95 milhões pelo imóvel, localizado em Palm Beach, na Flórida, o maior valor já pago em uma transação imobiliária nos Estados Unidos.

Ao mesmo tempo, Elena conseguiu uma ordem judicial para congelar os bens de Rybolovlev em Genebra. Como se vê, no divórcio, nem mesmo os bilionários tem uma vida tranquila.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.