Tamanho do texto

O presidente do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA), Ben Bernanke, demonstrou irritação com a situação da seguradora American International Group (AIG) e as apostas irresponsáveis da empresa, mas afirmou que o governo teve que agir e resgatar a companhia para evitar uma tragédia financeira global. Bernanke acrescentou que está irritado sobre o fato de o governo federal ter sido forçado a resgatar a empresa.

"Eu acredito que se houver um único episódio em todos esses 18 meses que me deixou irritado, não consigo pensar em nenhum outro que a AIG", disse ele, afirmando que "não havia supervisão" da seguradora. Ontem, a seguradora divulgou prejuízo de US$ 61,7 bilhões no quarto trimestre, o maior da história corporativa dos Estados Unidos. Também ontem, o governo americano decidiu injetar mais US$ 30 bilhões na empresa, elevando o resgate oficial a US$ 150 bilhões.

"A situação da AIG obviamente é muito desconfortável para mim", disse Bernanke hoje durante audiência no Comitê Orçamentário do Senado. "Tomamos essas medidas porque sentimos que, primeiramente, o colapso da maior seguradora do mundo seria devastador para a estabilidade do sistema financeiro mundial."

Bernanke afirmou que um colapso da AIG enviaria "ondas de choque" na economia global, então o governo lamentavelmente teve que fazer investimentos públicos significativos na empresa.

"As ações que tomamos ajudarão a estabilizar a empresa", disse ele aos congressistas. "Não temos certeza sobre o que o futuro trará, mas eu realmente acredito que isso nos dá a melhor chance tanto para atingir estabilidade financeira" quanto para recuperar os investimentos do governo na seguradora. Bernanke afirmou que a meta é ajudar a AIG a ganhar força suficiente como empresa para vender os ativos não essenciais e reembolsar os contribuintes.

A AIG "fez inúmeras apostas irresponsáveis", acrescentou. "Não houve supervisão regulatória porque havia um buraco no sistema." "Não tivemos escolha" a não ser resgatar a AIG, completou. Um colapso seria "desastroso". As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.