Tamanho do texto

O Banco Central subiu de US$ 3 bilhões para US$ 10 bilhões a previsão de saída de investimentos estrangeiros em ações e aplicações em renda fixa em 2009. No primeiro bimestre deste ano, a saída de estrangeiros dessas aplicações já estava em US$ 2,503 bilhões.

O chefe do Departamento Econômico (Depec) do Banco Central, Altamir Lopes, disse hoje que a saída deve continuar. Ele previu um retorno de investimentos estrangeiros em renda fixa, no final do ano.

Remessa de lucros

O chefe do Depec informou que as remessas de lucros e dividendos de empresas instaladas no Brasil para o exterior em março, até o dia de hoje, somam US$ 1,021 bilhão. As despesas com pagamento de juros externos em março são de US$ 650 milhões. Segundo Altamir, março é o mês que tradicionalmente as empresas fazem remessas elevadas, mas em razão da crise elas anteciparam o envio das remessas no final do ano passado. A desaceleração econômica também faz com que não haja muito mais lucro para enviar.

Altamir informou que o resultado de março até hoje é bem inferior ao volume remetido no mesmo período de 2008, quando foi de US$ 4,345 bilhões. Em fevereiro passado, informou Altamir, uma única empresa do setor automobilístico remeteu para o exterior US$ 316 milhões. Ele não informou o nome da empresa, mas disse que a maior parte das empresas do setor automobilístico, que estão sofrendo mais com a crise financeira, já haviam feito remessas no final do ano passado. Essa empresa preferiu remeter em fevereiro.

Conta de turismo

As despesas líquidas com viagens internacionais somam em março até hoje US$ 106 milhões, segundo dados antecipados pelo chefe do Depec. Esse resultado é decorrente de despesas (total de gastos de brasileiros no exterior) de US$ 488 milhões e receitas (desembolso de turistas estrangeiros no País) de US$ 381 milhões.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.