Tamanho do texto

Estimativa anterior apontava para expansão de 13% no ano

O Banco Central (BC) revisou para cima a projeção do crescimento do crédito bancário em 2011 sobre o ano passado, que deve ficar em 15% -- ante os 13% previstos antes. Em relação ao Produto Interno Bruto (PIB), o crédito total deve subir a 48%, mesma projeção do início do ano, contra 46,4% em 2010.

A principal motivação para a elevação na expansão do crédito, segundo o chefe do Departamento Econômico do BC, Tulio Maciel, foi o comportamento do crédito livre no início do ano, ampliado principalmente a pessoas jurídicas.

Assim, a projeção para o crédito livre sobe de 11% para 14%. Já as operações direcionadas, em especial financiamentos concedidos pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), tiveram a estimativa de variação reduzida de 19% para 17%.

Para o BC, o crédito concedido pelos bancos públicos deve crescer 15%, ante a expectativa anterior de 14% sobre 2010. Os bancos privados nacionais deve elevar a oferta em 16%. A projeção anterior era de 13%. E os estrangeiros privados tiveram a projeção elevada de 11% para 16% de crescimento, informou Maciel. Em 2010, o crédito geral cresceu 21% ante 2009.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.