Tamanho do texto

Federal Reserve prevê crescimento entre 2,7% e 2,9% e inflação entre 1,5% e 1,8% neste ano

selo

As autoridades do Federal Reserve (Fed, o banco central americano) revisaram para baixo as estimativas de crescimento da economia e projetaram um núcleo da inflação mais forte do que o inicialmente previsto.

O Fed revisou a estimativa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) dos EUA em 2011 para a faixa de 2,7% a 2,9%, menos do que o intervalo de 3,1% a 3,3% anunciado em abril. A projeção de crescimento do PIB em 2012 também foi reduzida, saindo da faixa de 3,5% a 4,2% para o intervalo de 3,3% a 3,7%.

A perspectiva para a inflação também ficou um pouco mais cautelosa, refletindo os sinais recentes de pressão de alta dos preços fora de setores considerados voláteis. A estimativa para o núcleo do índice de preços dos gastos com consumo pessoal (PCE), que exclui os preços de alimentos e dos combustíveis, foi revisada em alta, para a faixa de 1,5% a 1,8%, de 1,3% a 1,6% em abril. A projeção para o núcleo do PCE em 2012 foi elevada para o intervalo de 1,4% a 2,0%, ante estimativa anterior de 1,3% a 1,8%.

No caso do mercado de trabalho, o Fed estimou um cenário levemente mais pessimista, elevando a previsão da taxa de desemprego em 2011 para a faixa de 8,6% a 8,9%, de 8,4% a 8,7% em abril. Para o ano que vem, a estimativa é de uma taxa de desemprego entre 7,8% e 8,2%, em comparação à projeção de 7,6% a 7,9% divulgada anteriormente. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.