Tamanho do texto

Buenos Aires, 3 nov (EFE) - O Banco Central da Argentina limitou hoje as operações de curto prazo com bônus e ações das entidades financeiras, que deverão reter em suas carteiras por pelo menos três dias os títulos que adquirirem.

A medida da autoridade monetária argentina procura evitar as fortes oscilações de preços dos títulos no mercado local registradas nas últimas semanas, quando investidores institucionais se desfizeram de bônus e ações para buscar refúgio no dólar.

A partir de agora, para vender títulos em um período menor de três dias depois de sua compra, as entidades financeiras terão que conseguir uma autorização especial do Banco Central, de acordo com uma nota oficial distribuída hoje.

O peso argentino se manteve hoje estável em relação ao dólar e fechou a 3,37 pesos para a compra e 3,40 pesos para a venda. EFE nk/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.