Tamanho do texto

Nova York, 21 jan (EFE).- O barril do Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) subiu hoje 6,6%, para US$ 43,55 em Nova York, após a impressão de que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) aplicará os cortes aprovados em sua última reunião.

Ao término da sessão na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos de Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) para entrega em março subiram US$ 2,71 (4%) em comparação com o preço da terça-feira.

Os contratos de gasolina para fevereiro ganharam US$ 0,03, para US$ 1,1738 o galão (3,78 litros).

O gasóleo de calefação para esse mês subiu US$ 0,01, e fechou a US$ 1,3860 o galão.

Os contratos de gás natural para fevereiro fecharam a US$ 4,78 por mil pés cúbicos, US$ 0,14 a mais que na terça-feira.

Os contratos de petróleo WTI com vencimento mais próximo subiram hoje a níveis que não eram vistos no Nymex há duas semanas, e estenderam assim uma tendência de alta que parece mais forte nas últimas sessões.

O ministro de Energia argelino, Chakib Khelil, disse hoje que a Opep pode voltar a reduzir sua produção na reunião de 15 de março caso seja necessário para estabilizar os preços do petróleo.

Além disso, os operadores nova-iorquinos estão esperando a quinta-feira para conhecer os dados mais recentes sobre as reservas de petróleo e combustíveis armazenadas na semana passada nos Estados Unidos.

Analistas consultados pelo serviço de informação de energia Platts prevêem uma alta nas reservas de petróleo e de gasolina de quase dois milhões de barris em cada caso, e uma queda de valor similar nos destilados, categoria que inclui o gasóleo de calefação e o diesel. EFE vm/mh

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.