Tamanho do texto

Viena, 12 fev (EFE).- O barril da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) caiu US$ 1,17 e ficou a US$ 42,30 na quarta-feira a respeito do dia anterior, informou hoje, em Viena, a organização petrolífera.

As previsões ruins sobre a demanda de petróleo voltaram a pressionar para baixo o preço, depois que a Agência Internacional da Energia (AIE) calculou que o consumo global cairá 1,1% em 2009, para 84,7 milhões de barris diários, quase 1 milhão de barris a menos que em 2008.

Caso se confirmem as previsões, seria o segundo ano consecutivo de queda, algo inédito desde 1982.

"Este números representam a maior queda anual em 27 anos. Em janeiro, a AIE previu que a demanda cairia em 500 mil barris diários. Os EUA são considerados um dos principais responsáveis nesta queda, com um consumo que diminuirá até níveis não vistos desde 1998", explicaram hoje os analistas da empresa de consultoria JBC.

Além disso, as reservas de petróleo nos EUA aumentaram em 4,7 milhões de barris na semana passada, para 350,8 milhões de barris, segundo o Departamento de Energia americano. EFE ll/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.