Tamanho do texto

Segundo relatório do Banco Central, mesmo em testes de estresse mais rigoroso não há quebra d enenhuma instituição

O sistema bancário brasileiro demonstra capitalização suficiente para enfrentar riscos econômicos e financeiros e o índice de Basileia das instituições financeiras permanece "significativamente" acima da exigência de 11%, fechando dezembro passado em 16,3%.

As informações estão no Relatório de Estabilidade Financeira do Banco Central divulgado na tarde desta quarta-feira e com base em eventos ocorridos no segundo semestre de 2011.

De acordo com o documento, a capacidade de solvência do sistema bancário no âmbito doméstico continua "robusta". O BC realizou testes de estresse, levando também em consideração cenários de extrema deterioração econômica, e o resultado mostrou que o capital das instituições permanece acima do exigido pelo Conselho Monetário Nacional (CMN).

"Testes mostram sistema financeiro resiliente. Em um teste de estresse mais rigoroso, não há quebra de nenhuma instituição financeira", afirmou o diretor de Fiscalização do BC, Anthero Meirelles.

O BC informou ainda que a "disponibilidade de recursos nos mercados doméstico e externo permitiu aos bancos financiar o crescimento da carteira de crédito e aumentar o montante de ativos líquidos".

Com isso, mesmo com a maior volatilidade nas taxas de câmbio e de juros, os bancos no país demonstraram "plena capacidade para fazer frente a eventuais restrições de recursos, mesmo em situações de estresse".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.