Tamanho do texto

Pequim, 3 mar (EFE).- Os agentes reguladores das atividades bancárias da China tomarão medidas para limitar as gratificações dos empregados de bancos e evitar riscos excessivos, informou hoje o diário oficial China Daily.

Segundo as novas regulamentações citadas pelo jornal, as gratificações não poderão em nenhum caso triplicar o salário base dos empregados.

Além disso, as gratificações não poderão ser aumentadas se o comportamento do banco no ano anterior (em conceitos como lucro ou administração de riscos) não se ajustarem a determinados critérios estabelecidos pelo organismo regulador.

O diário afirma que as medidas são tomadas por que atualmente "os bancos criam riscos excessivos, pondo em perigo a segurança das empresas".

A normativa também obriga a direção do banco a criar uma equipe especial dedicada à gestão das remunerações. Um terço dos membros dessas equipes terão que ser profissionais de economia.

A crise financeira mundial não afetou muito o setor bancário chinês, mas abalou a economia em geral (especialmente as exportações).

No entanto, o Governo chinês teme que as medidas de estímulo iniciadas em 2009 e 2010 para atenuar a crise (entre elas a promoção do consumo e os créditos) criem riscos em setores como o financeiro.

Por isso, a partir deste ano, serão feitos ajustes para evitar um superaquecimento da economia. EFE abc/fm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.