Tamanho do texto

Tóquio, 2 dez (EFE).- O Banco do Japão (BOJ) informou que ao longo do dia de hoje vai fornecer 1 trilhão de ienes (aproximadamente 7,639 bilhões de euros) ao sistema financeiro, em mais uma consequência de sua nova política de flexibilização monetária, decidida na terça-feira.

Ontem, o BOJ anunciou que injetará 10 trilhões de ienes (aproximadamente 77 bilhões de euros) nos bancos comerciais para favorecer a concessão de créditos e aumentar o consumo, com o objetivo de frear a deflação.

A injeção de hoje é a primeira que o BOJ faz no mercado desde 19 de dezembro do ano passado, em plena crise financeira global, segundo a agência "Kyodo".

No último trimestre de 2008, a entidade injetou dinheiro no mercado em várias ocasiões, assim como o Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) e o Banco Central Europeu (BCE), a fim de estabilizar os mercados financeiros após a quebra do banco de investimento Lehman Brothers.

Durante reunião extraordinária realizada ontem pelos executivos do BOJ, o banco decidiu ampliar suas medidas de flexibilização monetária contra a crise e manter os juros próximos a zero (0,1%).

Para os empréstimos a partir da nova injeção, o BOJ aceitará como garantias como bônus do Governo e papel comercial, entre outras. EFE clb/fm/mh

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.