Tamanho do texto

A incerteza sobre a economia mundial hoje é total e é possível que haja uma grande depressão, afirmou neste domingo o governador do Banco da Espanha, Miguel Angel Fernandez Ordoñez.

"A falta de confiança é total. O mercado interbancário não funciona e gera círculos viciosos: os consumidores não consomem, os empresários não contratam, os investidores não investem e os bancos não emprestam", declarou em entrevista ao jornal El Pais.

"Há uma paralisia quase total à qual ninguém escapa", segundo o responsável, que indicou que a retomada econômica global, atualmente antecipada para o fim de 2009 e início de 2010, pode ser adiada por "falta de confiança".

"Uma retomada relativamente rápida é possível graças à queda dos preços do petróleo e à queda das taxas", reconheceu Ordoñez.

"Mas podemos também entrar num círculo vicioso em que os consumidores não consomem, as empresas demitem e os bancos não emprestam. Isto nos levaria a uma grande depressão, o que não pode ser descartado", reforçou.

"Esta é a maior crise financeira desde à Grande Depressão de 1929", insistiu Ordoñez, afirmando que as previsões do FMI (Fundo Monetário Internacional de uma retração de 0,3% do PIB (Produto Interno Bruto) para os países industrializados em 2009 após alta de 1,4% em 2008 são "bastante razoáveis".

ot/lm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.