Tamanho do texto

SÃO PAULO - Apesar da redução no ritmo de entrada líquida de recursos no país, segundo os dados do fluxo cambial, o Banco Central (BC) manteve o ritmo forte de intervenções no mercado na última semana

SÃO PAULO - Apesar da redução no ritmo de entrada líquida de recursos no país, segundo os dados do fluxo cambial, o Banco Central (BC) manteve o ritmo forte de intervenções no mercado na última semana. A autoridade monetária comprou US$ 1,478 bilhão no mercado de câmbio à vista entre os dias 11 e 15 de outubro, elevando para US$ 4,242 bilhões o saldo acumulado no mês de intervenções realizadas por meio dos leilões. O fluxo cambial no mês está positivo em US$ 2,391 bilhões, conforme os dados divulgados hoje pelo BC. No acumulado do ano, as compras do BC já somam US$ 33,602 bilhões, bem acima do fluxo do período, que está positivo em US$ 19,512 bilhões. Oficialmente, as compras no mercado à vista têm como objetivo aproveitar a sobra de dólares no mercado para recompor as reservas internacionais, que fecharam a semana passada em US$ 281,038 bilhões, pelo critério de liquidez internacional. (Téo Takar | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.