Tamanho do texto

SÃO PAULO - O Banco Central (BC) comprou US$ 2,891 bilhões no mercado de câmbio à vista em todo o mês de março, por meio dos leilões que realizou. Isso significa que a autoridade monetária enxugou do mercado mais do que toda a entrada líquida de dólares vista no mês, que foi de US$ 2,114 bilhões.

SÃO PAULO - O Banco Central (BC) comprou US$ 2,891 bilhões no mercado de câmbio à vista em todo o mês de março, por meio dos leilões que realizou. Isso significa que a autoridade monetária enxugou do mercado mais do que toda a entrada líquida de dólares vista no mês, que foi de US$ 2,114 bilhões. Na última semana de março, com apenas três dias úteis, as compras do BC somaram US$ 76 milhões no mercado à vista. Nesse período houve entrada líquida de US$ 584 milhões no câmbio comercial e financeiro do país. Oficialmente, as compras no mercado à vista têm como objetivo aproveitar a sobra de dólares no mercado para recompor as reservas internacionais, que fecharam a semana passada em US$ 243,953 bilhões, pelo critério de liquidez internacional. Apenas no primeiro dia de abril, quando o fluxo cambial ficou positivo em US$ 2 milhões, o BC foi a mercado e adquiriu US$ 90 milhões. As reservas internacionais fecharam em US$ 244,293 bilhões nesse dia. (Paula Cleto | Valor)
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.