Tamanho do texto

O Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região entregou hoje à Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) a pauta de reivindicações da campanha salarial deste ano

selo

O Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região entregou hoje à Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) a pauta de reivindicações da campanha salarial deste ano. A categoria pede reajuste salarial de 12,8%, sendo 5% de aumento real, Participação nos Lucros e Resultados (PLR) de três salários mais R$ 4.500, piso de R$ 2.297,51 e aumento para benefícios como vale refeição e alimentação no valor de um salário mínimo (R$ 545). O início da mobilização da categoria foi marcada também por uma caminhada de cerca de 200 bancários no centro da capital paulista no começo da tarde.

A manifestação contou com trabalhadores fantasiados de robôs em alusão ao tema da campanha salarial deste ano, "Bancário não é Máquina". "Queríamos mostrar à população que a campanha está no início e que o bancário é um ser humano que tem de ter seus limites respeitados", afirmou a presidente do sindicato, Juvandia Moreira. A categoria reclama das metas impostas pelos bancos a seus funcionários, que segundo Juvandia, são "impossíveis" de serem atingidas.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.