Tamanho do texto

Brasília - A greve nacional dos bancários prossegue. Nesta segunda-feira (20), quando o movimento completou 13 dias, bancários e banqueiros tiveram nova rodada de negociação, em São Paulo. Mais uma vez, não houve acordo. A categoria reivindica 14% de reajuste salarial.

De acordo com o comando nacional dos bancários, a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) não apresentou nenhuma nova proposta e foi marcada uma nova rodada de negociação para terça (21), às 18h.

O comando nacional vai recomendar que a greve seja intensificada amanhã em todo o país. Com isso, os sindicalistas pretendem aumentar a pressão para forçar a Fenaban a chegar a um acordo com a categoria.

O presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf), Vagner Freitas, afirmou à Agência Brasil que é "um desrespeito e um absurdo" os banqueiros não terem condições de reformular as suas próprias propostas.

Em Brasília, os bancários decidiram em assembléia, por unanimidade, que a greve continua. No DF o movimento começou antes e chegou hoje ao seu 22° dia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.