Tamanho do texto

A balança comercial brasileira fechou o mês de novembro com um superávit de US$ 615 milhões. O saldo é 62,4% inferior ao registrado em novembro do ano passado, quando a balança foi superavitária em US$ 1,634 bilhão.

Além disso, o saldo de novembro é o segundo pior do ano, atrás apenas do registrado em janeiro, quando a balança comercial foi deficitária em US$ 529 milhões.

Segundo os dados divulgados hoje pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), em novembro, que teve 20 dias úteis, as exportações somaram US$ 12,653 bilhões, com média diária de US$ 632,7 milhões, o que significa uma queda de 14,2% ante a média verificada em novembro do ano passado (US$ 737,7 milhões), e de 5,7% em relação a outubro último (US$ 670,6 milhões). As importações totalizaram US$ 12,038 bilhões no mês, com média diária de US$ 601,9 milhões, uma queda de 8,2% em relação à média apurada em novembro de 2008 (US$ 656 milhões) e de 0,9% ante outubro deste ano (US$ 607,3 milhões).

A balança comercial registrou, na quarta semana de novembro (23 a 29), um superávit de US$ 79 milhões. O saldo foi resultado de exportações de US$ 3,139 bilhões menos importações de US$ 3,060 bilhões registradas na semana. Na quinta semana do mês, com apenas um dia útil (30), a balança registrou um superávit de US$ 173 milhões. As exportações somaram US$ 725 milhões e as importações, US$ 552 milhões.

Acumulado do ano

A balança comercial brasileira acumula no ano, até o mês de novembro, um superávit de US$ 23,202 bilhões. O resultado é 2,5% superior ao verificado em igual período de 2008 (US$ 22,644 bilhões). Apesar disso, a corrente de comércio (soma das exportações e importações) confirma a queda nas transações comerciais neste ano, como reflexo da crise financeira internacional. De janeiro a novembro, a corrente de comércio somou US$ 253,862 bilhões, valor 26,5% menor que os US$ 345,604 bilhões registrados no mesmo período de 2008.

No ano, as exportações somam US$ 138,532 bilhões, com média diária de US$ 607,6 milhões, o que representa uma queda de 23,8% ante a média verificada em igual período do ano passado (US$ 797,1 milhões). As importações totalizam US$ 115,330 bilhões no ano, com média diária de US$ 505,8 milhões, uma queda de 27,6% em relação à média verificada no acumulado janeiro/novembro de 2008 (US$ 699 milhões). No acumulado dos últimos 12 meses terminados em novembro, a balança registra um superávit de US$ 25,519 bilhões, resultado de exportações de US$ 152,350 bilhões menos importações de US$ 126,831 bilhões.

Ao divulgar os dados fechados da balança comercial brasileira até o mês de novembro, o MDIC fez pequenos ajustes em saldos comerciais de meses passados. O saldo de maio foi corrigido de um superávit de US$ 2,640 bilhões para um superávit de US$ 2,639 bilhões. O superávit de junho foi corrigido de US$ 4,618 bilhões para US$ 4,612 bilhões; o de julho, que era de US$ 2,924 bilhões, foi ajustado para US$ 2,923 bilhões. O saldo de agosto foi corrigido de um superávit de US$ 3,074 bilhões para US$ 3,071 bilhões; o de setembro, de US$ 1,329 bilhão para US$ 1,327 bilhão; e o de outubro, de US$ 1,328 bilhão para US$ 1,329 bilhão.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.