Tamanho do texto

Att. Srs Assinantes, Na nota publicada às 8h31 há uma incorreção.

No quarto parágrafo, Ariel Leonardo Szwarc em conjunto com Marielva Andrade Silva Dias ou com Andre Gutierrez Caldeira ficam autorizados a contratar e a assinar os contratos mútuos com os controladores. Eles não são os que se comprometeram a fornecer os empréstimos, como estava escrito anteriormente. Segue o texto corrigido:

São Paulo, 15 - A Positivo Informática prorrogou por três meses empréstimos no total de até R$ 100 milhões realizados pela companhia com seus controladores, de acordo com decisão do Conselho de Administração em reunião realizada na quarta-feira. O financiamento de até esse valor junto aos principais acionistas da empresa tinha sido aprovado originalmente em outubro, com prazo de três meses.

A prorrogação do empréstimo foi justificada pelo custo maior das propostas de instituições financeiras para a concessão dos empréstimos, com juro mínimo de 129% da taxa DI, já inclusos os impostos, e com exigências de garantia pela companhia. Segundo a Positivo, as ofertas dos bancos "foram consideradas não favoráveis".

O dinheiro dos controladores - que será emprestado à Positivo em uma ou mais operações - terá remuneração equivalente a 100% da taxa DI, acrescida de um spread equivalente às cotações de mercado vigentes na data de sua contratação.

Segundo a Positivo, Ariel Leonardo Szwarc em conjunto com Marielva Andrade Silva Dias ou com Andre Gutierrez Caldeira ficam autorizados a contratar e a assinar os respectivos contratos de mútuos com os acionistas controladores. Os conselheiros Oriovisto Guimarães, Hélio Rotenberg e Ruben Tadeu Coninck Formighieri, na qualidade de controladores, e Samuel Ferrari Lago abstiveram-se de votar na reunião do Conselho.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.