Tamanho do texto

Os eventos externos são destaque na agenda de indicadores da semana

Os eventos externos são destaque na agenda de indicadores da semana. Nos Estados Unidos, saem as vendas no varejo, inflação no atacado e no varejo, produção industrial, confiança do consumidor e números do setor imobiliário.

Foco também na bateria de dados sobre a economia chinesa em maio. Os números sobre crédito, que saíram de madrugada, sugerem menor atividade. Em maio, os bancos emprestaram 551,6 bilhões de yuans (US$ 85 bilhões), recuando de 739,6 bilhões de yuans em abril. Foi uma queda de 25% e abaixo dos 650 bilhões de yuans previstos.

A semana ainda traz dados de inflação, varejo e indústria. Os números devem dar alguma indicação sobre a possibilidade de o governo chinês tomar novas medidas restritivas ao crescimento. Por aqui, o destaque fica com a ata do Comitê de Política Monetária (Copom), que traz a avaliação do Banco Central (BC) sobre a evolução de cenário para inflação e atividade.

Nesta segunda-feira, constam apenas os tradicionais Boletim Focus e balança comercial semanal. Na Europa, sai o índice de preços ao produtor referente ao mês de abril. Nesta noite, estão previstos dados sobre inflação, varejo e indústria na China. Amanhã, merecem atenção a inflação ao produtor e as vendas no varejo americano.Também sai a evolução dos estoques nos negócios dos EUA.

Na quarta-feira, o foco permanece nos EUA, com a inflação ao consumidor, produção industrial e a compra de ativos por investidores estrangeiros. A quinta-feira reserva a ata do Copom, o desemprego na zona do euro e a construção de novas moradias nos EUA.

A semana acaba com o Índice Geral de Preços - 10 (IGP-10) e com a prévia da confiança do consumidor americano em maio. Também estão previstos para a semana o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) de abril, o índice de atividade do BC e a arrecadação federal em abril.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.