Tamanho do texto

SÃO PAULO - Os países da região Ásia-Pacífico estarão entre os mais afetados socialmente pela crise financeira mundial. Um estudo divulgado hoje pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) mostrou que o número de desempregados pode aumentar em até 23 milhões na região em 2009.

O cenário mais pessimista do estudo prevê que, com este aumento, a taxa de desemprego da região pode chegar a 5,9%. Neste parâmetro, o número de pessoas em empregos vulneráveis poderia aumentar em 60 milhões.

Em um cenário menos pessimista, o número de desempregados aumentaria em 7,2 milhões do ano passado para este ano na região, o que representaria uma taxa desemprego de 5,1%. Já o número de trabalhadores em empregos vulneráveis cresceria em 21 milhões.

O estudo é baseado em projeções do Produto Interno Bruto dos países, e relaciona os impactos da retração econômica no nível de emprego.

(Vanessa Dezem | Valor Online com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.