Tamanho do texto

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) registrou crescimento de 16,9% em 2011, em comparação ao ano anterior

selo

Segundo dados divulgados nesta quarta-feira pelo Ministério do Trabalho, a arrecadação bruta do Fundo, no ano passado, totalizou R$ 72,2 bilhões, um recorde, e os saques somaram R$ 56,7 bilhões. Com isso, a arrecadação líquida foi de R$ 14,6 bilhões, resultado também recorde, e 22,7% maior que o registrado em 2010.

Os bons números do FGTS, segundo o ministério, são decorrentes, do aumento da renda nacional, da geração de novos empregos e da estabilidade econômica brasileira. Entre os setores que mais contribuíram para o aumento da arrecadação do Fundo estão o da Construção Civil, com crescimento de 25,8%, e o Comércio, com aumento de 21,4%.

Segundo os dados do ministério, os saques de recursos do FGTS beneficiaram mais de 34 milhões de trabalhadores em todo o País. Em 2011, pela primeira vez, o saque pode ser feito por trabalhadores brasileiros residentes nos Estados Unidos e Japão. Juntos, esses trabalhadores sacaram R$ 7,1 milhões no ano passado do Fundo. A partir de maio deste ano, os trabalhadores residentes na Europa também poderão sacar o FGTS sem precisar vir ao Brasil.

Os recursos do Fundo são aplicados nas áreas de habitação, saneamento básico e infraestrutura urbana. Em 2011, essas áreas receberam mais de R$ 37,7 bilhões do FGTS. Foram ainda destinados ao Programa Minha Casa Minha Vida R$ 19,5 bilhões de recursos para financiamento habitacional. Além disso, outros R$ 5,3 bilhões foram destinados para pagamento de parte do preço de aquisição da moradia dessa população, na forma de descontos em financiamentos habitacionais vinculados ao programa Carta de Crédito.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.