Tamanho do texto

A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, apresentará nesta segunda ao governo brasileiro a intenção de compra de 26 aeronaves da Embraer pela recém-estatizada Aerolíneas Argentinas, informou hoje o ministro de Planejamento Federal, Julio de Vido. O governo argentino, entretanto, deixará claro que pretende obter, como contrapartida, o investimento da Embraer na reativação da Área Material Córdoba (AMB), companhia do setor aeronáutico que poderá ser convertida para a produção de aeropeças e partes de aviões para a empresa brasileira.

De Vido faz parte da delegação que acompanha Cristina Kirchner na sua visita de Estado ao Brasil.

Segundo De Vido, a Aerolíneas pretende adquirir aeronaves para até 100 passageiros, que seriam utilizadas principalmente em vôos regionais. Embora o ministro argentino tenha assegurado que as negociações com a Embraer avançaram nos últimos meses, a companhia brasileira garante que nada mudou em relação a fevereiro deste ano. Em 2007, a Embraer perdeu para a canadense Bombardier, sua principal concorrente no mercado de jatos regionais, um contrato de compra de aeronaves pela companhia aérea uruguaia Pluna.

Leia mais sobre: Embraer

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.