Tamanho do texto

Ministro afirma que Cristina Kirchner pediu para que estatal aumente sua presença na Argentina

selo

A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, pediu ao governo brasileiro um aumento de investimentos da Petrobras no país. O pedido foi feito ontem à noite durante encontro da presidente com o ministro de Minas e Energia do Brasil, Edison Lobão. "A presidente me pediu que a Petrobras aumente sua presença na Argentina", afirmou Lobão, nesta terça-feira, durante entrevista à imprensa na sede da embaixada brasileira na capital portenha.

Lobão se comprometeu em realizar uma reunião dentro de 15 dias em Brasília com o ministro de planejamento argentino, Julio de Vido, e a presidente da Petrobras, Maria das Graças Foster, para discutir a possibilidade de desse aumento de investimentos. Segundo ele, uma das hipóteses conversadas com Cristina seria na área de gás não convencional.

Também pode ser considerada ampliação de números de postos de distribuição de combustível na Argentina. Entretanto, recentemente a Petrobras vendeu a metade de seus postos no país, o que o ministro não considera uma contradição. "Assim como aconteceu na Bolívia, pode acontecer com Argentina também", respondeu Lobão. Na segunda-feira, a Petrobras Bolívia inaugurou junto com parceiros a terceira unidade de processamento de gás natural no país.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.