Tamanho do texto

O chanceler argentino, Jorge Taiana, responsabilizou os países desenvolvidos, nesta terça-feira, pelo fracasso das negociações da Organização Mundial do Comércio (OMC), lamentando que não tenham sido obtidos benefícios concretos para os países em desenvolvimento.

"Não era simples alcançar um acordo. Vários aspectos dos rascunhos não estavam equilibrados e havia, por parte dos países desenvolvidos, muito pouca disposição a fazer concessões em comércio, ao mesmo tempo em que tinham muita ambição em solicitar benefícios para eles", disse Taiana, na nota divulgada pela chancelaria.

O chanceler manifestou que o fracasso da reunião significou "uma frustração" para a Argentina, porque "essa era a Rodada do Desenvolvimento para os países como o nosso, onde esperávamos alcançar benefícios concretos de melhorias para nosso comércio internacional".

O chefe da diplomacia lembrou que a Argentina havia advertido que "se não fosse se equilibrar, a rodada iria fracassar".

"Sempre sustentamos que era necessária uma oferta mais ampla e equilibrada, e isso não foi conseguido. Não foi um único tema, foram vários temas que impediram de chegar a um acordo", insistiu.

ls/tt/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.