Tamanho do texto

SÃO PAULO - A maior siderúrgica do mundo, a ArcelorMittal, fechou o terceiro trimestre com lucro de US$ 3,82 bilhões (US$ 2,78 por ação), 29% acima do mesmo período do ano passado. No entanto, o resultado decepcionou os analistas, que esperavam algo perto de US$ 4 por ação.

O mercado se assustou também com as previsões de diminuição da produção feitas pela empresa para este trimestre. As ações recuavam quase 17% na Europa.

O Ebitda (juros antes dos impostos, amortizações e depreciações) saltou 76%, para US$ 8,58 bilhões, mas também ficou abaixo das projeções. A receita, por sua vez, cresceu 38% perante o terceiro trimestre de 2007, para US$ 35,2 bilhões. Entretanto, os embarques de aço caíram 1,5%, para 25,6 milhões de toneladas.

A ArcelorMittal pretende diminuir sua produção mundial em 30% no quarto trimestre - duas vezes mais do que tinha anunciado anteriormente - para se adaptar ao cenário de preços menores e desaceleração do crescimento. O EBITDA, antes projetado em US$ 4,5 bilhões, deve se situar na faixa entre US$ 2,5 bilhões e US$ 3 bilhões.

(Valor Online, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.