Tamanho do texto

SÃO PAULO - A fabricante de celulose Aracruz concluiu os estudos que visam à modernização de uma das três fábricas instaladas na unidade de Barra do Riacho, no Espírito Santo. As análises da empresa apontaram a necessidade de um investimento de R$ 240 milhões para a atualização tecnológica da chamada fábrica A, a mais antiga do complexo, inaugurada em 1978.

Segundo a Aracruz, o projeto de modernização deverá ser iniciado em agosto e tem como objetivo a melhoria da eficiência operacional da fábrica, por meio da redução de custos, de consumo de produtos químicos, de água e de energia. Além disso, a empresa quer qualificar a celulose produzida na fábrica para segmentos específicos do mercado mundial.

Após um projeto de modernização realizado em 1997, a fábrica A teve a capacidade de produção elevada a 550 mil toneladas por ano.

Com a demanda internacional bastante aquecida, puxada pela China, e os preços em alta, todas as fabricantes nacionais de celulose vêm anunciando pesados investimentos em expansão da capacidade, com vistas a aumentar suas participações no mercado mundial. Além disso, o processo de consolidação do setor, tido como inevitável, parece estar mais próximo e leva as companhias a se movimentarem no sentido de não se tornarem alvos.

(Murillo Camarotto | Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.