Tamanho do texto

A Apple vendeu mais de 300 mil iPads nos EUA, incluindo as pré-vendas, no primeiro dia do produto no mercado. Os números ficaram abaixo das projeções de alguns analistas.

A Apple vendeu mais de 300 mil iPads nos EUA, incluindo as pré-vendas, no primeiro dia do produto no mercado. Os números ficaram abaixo das projeções de alguns analistas. Às 11h26 (de Brasília), as ações da Apple operavam com queda de 0,10% na Bolsa de Nova York, cotadas a US$ 235,76. Os papéis da companhia subiram 12% até neste ano até o fechamento da última quinta-feira e mais que dobraram no último ano. As bolsas norte-americanas fecharam na sexta-feira devido ao feriado da Páscoa. A Apple não fez previsões para as vendas do iPad, mas, durante o fim de semana, compradores lotaram as lojas do país depois de semanas de publicidade sobre o computador estilo tablet. As previsões dos analistas para as vendas variaram largamente. O analista sênior do banco de investimentos Piper Jaffray, Gene Munster, mais do que dobrou sua estimativa inicial para o primeiro dia de vendas do produto para entre 600 mil e 700 mil unidades, incluindo as pré-vendas. A projeção do analista foi baseada no tamanho das filas de consumidores nas lojas, maior do que o esperado, e das altas expectativas para as pré-vendas do computador. Munster também elevou sua projeção para as vendas do iPad em 2010, de 2,8 milhões de unidades para 5,5 milhões de unidades. Enquanto isso, Shaw Wu, analista da Kaufman Bros, previu vendas entre 250 mil e 300 mil de iPads para a semana de estreia do computador. O iPad começou a ser vendido no sábado por preços a partir de US$ 499. O aparelho possui um receptor de Internet Wi-Fi, com o modelo 3G sem fio que deve ser disponibilizado nas próximas semanas. Alguns compradores do iPad podem estar esperando por esse recurso adicional. Quando a Apple lançou o seu primeiro iPhone, em junho de 2007, a empresa vendeu cerca de 270 mil unidades no primeiro fim de semana, estimou Munster. A companhia vendeu um milhão de versões 3G do iPhone no primeiro fim de semana, quando esse dispositivo foi lançado em 2008, embora a contagem inclua as vendas no exterior. No geral, os analistas acreditam que as vendas do iPad alcançarão a casa dos milhões de unidades em 2010. Na sexta-feira, a empresa de pesquisas iSuppli previu que 7,1 milhões iPads serão comercializados em todo o mundo neste ano, com as vendas quase triplicando para 20,1 milhões até 2012. Já outros especialistas fizeram projeções pessimistas. A Forrester Research previu vendas de três milhões de unidades no primeiro ano de disponibilização do produto. Uma razão para as diferentes previsões é que, em comparação com um celular ou um computador convencional, o iPad parece ser um dispositivo que os usuários querem, mas não precisam. A Apple também disse que os usuários fizeram o download de mais de um milhão de aplicações e 250 mil e-books de sua iBookstore no primeiro dia de vendas do iPad. As informações são da Dow Jones.
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.