Tamanho do texto

Diante do desgaste inevitável, o presidente Lula repetiu, em entrevista à tarde, que o problema que causou o blecaute em 18 Estados na terça-feira foi técnico e não de falta de energia, como ocorreu no governo Fernando Henrique. Lula chegou a fazer um apelo para que a imprensa não criasse teses e desse a informação correta sobre o que gerou o apagão.

Desde 2003, Lula cita o período de racionamento de energia da era FHC para atacar os tucanos. No poder, Lula fez 55 discursos citando o problema, 6 apenas este ano. Durante a disputa pela reeleição, em 2006, usou a palavra "apagão" em 15 pronunciamentos. O primeiro discurso sobre o "apagão" ocorreu em junho de 2003, em Parintins (AM). "Quando terminar este Festival de Parintins, não terão mais apagão. Vocês poderão namorar no claro", ironizou.

Aos poucos, porém os discursos ficaram mais duros. "A economia pagou um preço alto por esse equívoco estratégico, como ficou evidente no apagão de 2000 e 2001", disse no dia 30 de outubro, em encontro com empresários no Rio.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.