Tamanho do texto

Por Leah Schnurr

NOVA YORK (Reuters) - As bolsas de valores dos Estados Unidos encerraram em queda nesta quarta-feira, aprofundando as perdas no final da sessão, após um importante membro do Federal Reserve dizer que o juro não deveria ficar baixo por muito mais tempo.

Por Leah Schnurr

NOVA YORK (Reuters) - As bolsas de valores dos Estados Unidos encerraram em queda nesta quarta-feira, aprofundando as perdas no final da sessão, após um importante membro do Federal Reserve dizer que o juro não deveria ficar baixo por muito mais tempo.

Os comentários ofereceram motivo para que investidores embolsassem os recentes lucros.

O índice Dow Jones caiu 0,66 por cento, a 10.897 pontos. O Standard & Poor's 500 cedeu 0,59 por cento, a 1.182 pontos. O Nasdaq recuou 0,23 por cento, a 2.431 pontos.

Um discurso do presidente do Fed de Kansas City, Thomas Hoenig, estimulou mais vendas depois de ele afirmar que manter as taxas baixas por muito tempo encorajaria comportamentos financeiros de risco .

As ações ligadas a energia lideraram as perdas, com o índice S&P para o setor recuando 1 por cento, enquanto a Exxon Mobil, listada no Dow Jones, cedeu 0,8 por cento. Os futuros do petróleo em Nova York caíram 1,1 por cento, a 85,88 dólares por barril após dados mostrando elevação nos estoques na semana passada.

A política do Fed de manter o juro básico perto de zero amparou um rali de quase 75 por cento nos papéis desde 9 de março de 2009, mínima em cerca de 12 anos, e a retirada dessa liquidez é um dos maiores temores do mercado. Hoenig, contudo, foi o único dissidente na última reunião do Fed, defendendo uma taxa de juro mais alta.

"Parece que o mercado está se prendendo ao fato de Thomas Hoenig, único divergente da ideia de não elevar as taxas, ter feito alguns comentários muito fortes", disse Scott Marcouiller, estrategista sênior de mercado de ações da Wells Fargo Advisors, em St. Louis.

"O real motivo é que estamos em um mercado esticado no curto prazo que é vulnerável a quedas no curto prazo, e isso é o que está sendo utilizado como desculpa."

Por outro lado, o chairman do Federal Reserve, Ben Bernanke, disse que a economia norte-americana ainda enfrenta obstáculos significativos, sugerindo que não tem pressa para elevar o juro .

O índice KBW de bancos recuou 0,4 por cento, com as ações do JP Morgan Chase & Co em queda de 1,1 por cento.

No início da tarde, as bolsas chegaram a ganhar algum alívio após um leilão do Tesouro norte-americano de 21 bilhões de dólares, que registrou forte demanda. O viés positivo, contudo, teve vida curta.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.