Tamanho do texto

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou que sua diretoria colegiada decidiu suspender os reajustes de tarifas de energia elétrica aprovados hoje para três distribuidoras do interior de São Paulo. Segundo a assessoria de imprensa da Aneel, a agência vai refazer os cálculos do subsídio para baixa renda, que permite cobrança de uma tarifa mais barata para quem tem consumo reduzido de energia.

O novo cálculo do subsídio poderá resultar em porcentuais diferentes de reajuste, explicou a assessoria da Aneel. Os números definitivos só deverão ser conhecidos na próxima semana. Os aumentos médios suspensos - que deveriam entrar em vigor no dia 3 de fevereiro - foram de 9,63% para a Companhia Jaguari de Energia (CJE), de 5,52% para a Companhia Luz e Força Mococa (CLFM) e de 10,29% para a Companhia Sul Paulista de Energia (CPFL Sul Paulista).

Constavam ainda da pauta propostas de outros dois reajustes de tarifas: da Companhia Paulista de Energia Elétrica (CPEE) e da Companhia Luz e Força Santa Cruz (CLFSC). Esses dois índices só serão divulgados na próxima semana, porque também terão seu subsídio de baixa renda recalculado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.