Tamanho do texto

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - A América Móvil informou nesta terça-feira que lançou ofertas pela Telmex Internacional e Carso Global Telecom, abrindo caminho para que Carlos Slim consolide seu império latino-americano de telecomunicações.

Slim controla as três companhias. A Carso Global detém participação majoritária na maior empresa de telefonia fixa do México, a Telmex.

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - A América Móvil informou nesta terça-feira que lançou ofertas pela Telmex Internacional e Carso Global Telecom, abrindo caminho para que Carlos Slim consolide seu império latino-americano de telecomunicações.

Slim controla as três companhias. A Carso Global detém participação majoritária na maior empresa de telefonia fixa do México, a Telmex.

Reagindo a uma competição mais dura na região, Slim revelou plano em janeiro para alterar o controle da Telmex e da Telmex Internacional para a empresa de comunicação móvel, América Móvil.

As companhias combinadas poderão compartilhar infraestrutura e oferecer aos clientes mais serviços, apesar da América Móvil vir se mostrado relutante em dizer quanto dinheiro poderá economizar com a consolidação das operadoras de Slim.

O vice-presidente financeiro da América Móvil, Carlos Garcia Moreno, afirmou na semana passada, durante o Reuters Latin America Investment Summit, que a companhia terá 300 milhões de usuários até o final de 2011. Isso deixaria a empresa muito à frente da Telefónica, que em dezembro havia informado ter 169 milhões de clientes de telefonia fixa, móvel, Internet e televisão paga na América Latina.

No evento, Moreno afirmou que esperava que as ofertas fossem concluídas já em junho.

A Telefónica anunciou na segunda-feira oferta de 5,7 bilhões de euros pela parte que ainda não possui da companhia celular brasileira Vivo e que é detida pela sócia Portugal Telecom. A oferta, entretanto, foi rejeitada pela empresa portuguesa.

No Brasil, as empresas do magnata mexicano controlam a segunda maior operadora celular em número de clientes, Claro, a empresa de telefonia de longa distância Embratel, além de participação na maior empresa de televisão por assinatura do país, Net.

(Por Cyntia Barrera Diaz)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.