Tamanho do texto

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), a Corporação Andina de Fomento (CAF) e o Fundo Latino-Americano de Reservas (Flar) criaram um fundo de crédito de emergência de US$ 9,3 bilhões para países da região com problemas de liquidez por causa da crise de crédito mundial. O centro da crise é aqui (nos EUA), mas nós precisamos evitar que a América Latina seja afetada, disse Luis Alberto Moreno, presidente do BID.

A parte do BID será uma linha de crédito de US$ 6 bilhões de desembolso rápido a países com problemas de liquidez. O banco também elevou a previsão de empréstimos de US$ 10 bilhões neste ano para US$ 12 bilhões em 2009. A CAF terá uma linha para governos e instituições financeiras de US$ 1,5 bilhão, mas pode elevar os recursos a US$ 2 bilhões. E o Flar destinará US$ 1,8 bilhão para os bancos centrais, valor que pode chegar a US$ 4,5 bilhões, se a situação piorar. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.