Tamanho do texto

Nova York, 6 - As chuvas frequentes que atrasaram a colheita da safra de algodão dos Estados Unidos e prejudicaram sua qualidade poderão fazer com que o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) reduza sua estimativa para a produção, a ser divulgada na semana que vem. Analistas consultados pela agência Dow Jones esperam que o USDA reduza sua projeção.

A expectativa média dos analistas é de que a estimativa oficial para a produção de algodão encolha para 12,7 milhões de fardos, enquanto a leitura feita em outubro pelo USDA indicava 13 milhões de fardos. "Esperamos que a produção dê um passo atrás e que a qualidade da safra seja atingida seriamente", disse o analista Gary Raines, da FC Stone. Ele acredita que a projeção do USDA será de 12,5 milhões de fardos.

Os analistas esperam, em média, que o USDA estime as exportações em 10,37 milhões de fardos, ante 10,50 milhões de fardos previstos em outubro. Os preços pouco competitivos estão desacelerando as vendas de 2009/2010, de acordo com a analista Sharon Johnson, da corretora First Capital Group. Em sua opinião, o USDA estimará as exportações em 10,20 milhões de fardos.

Imagina-se que o prognóstico do USDA reveja o processamento de 2009/2010 para, em média, 3,33 milhões de fardos, contra 3,40 milhões de fardos estimados há um mês. Para os estoques de passagem, o mercado aguarda em média números próximos a 5,32 milhões de fardos, enquanto o USDA havia previsto 5,40 milhões de fardos em outubro. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.