Tamanho do texto

A Algar Tecnologia, braço de tecnologia do Grupo Algar anunciou hoje a aquisição da Synos Technologies, fábrica de desenvolvimento e manutenção de softwares, sediada em Belo Horizonte. O valor do negócio não foi divulgado, mas com a transação, a Synos irá transferir para a carteira da Algar 40 clientes dos setores público e privado.

De acordo com José Antônio Fechio, presidente da Algar Tecnologia, a aquisição está em linha com as metas da empresa, que pretende fortalecer a atuação não apenas em Belo Horizonte, como em outras praças como Rio de Janeiro, Brasília e interior de São Paulo.

Hoje, o presidente executivo do grupo Algar, Luiz Alexandre Garcia informou que a meta do grupo (que é formado por nove empresas) é investir um total de R$ 460 milhões este ano, grande parte na expansão orgânica das empresas, o que poderá implicar em novas aquisições. Os principais setores de atuação são TI/Telecomunicações, agronegócios, serviços e turismo.

Segundo o presidente da Algar Tecnologia, a Synos irá complementar a linha de serviços de manutenção e gerenciamento de aplicativos. A empresa, que faturou no ano passado R$ 9 milhões, começou o ano com um volume de contratos no valor de R$ 31 milhões. Por sua vez, a empresa do grupo Algar atua na oferta de soluções em tecnologia em processos de negócios por meio da prestação de serviços de dados, voz, data Center, service desk, recuperação de crédito, entre outros e possui unidades localizadas em Campinas (SP), Uberlândia (MG) e Brasília. Os investimentos, que no ano passado somaram R$ 40 milhões, deverão crescer em um patamar entre 30% e 40% este ano, segundo Fechio.

A empresa foi criada há dois anos, unindo as operações da ACS (empresa do grupo no segmento de Contact Center) e da área de TI da CTBC Telecom. No portfólio de clientes estão a operadora de telefonia Claro, a Comgás, Band e Sadia. "Pretendemos continuar a expansão da empresa não apenas com o crescimento orgânico, mas acelerando a especialização nos segmentos de saúde, educação, setor elétrico, mídia e entretenimento", afirmou Fechio.

Conforme o presidente executivo do Grupo Algar, Luiz Alexandre Garcia, em Telecomunicações, o grupo tem como principal objetivo ampliar a capilaridade de fibras óticas, para aumentar o atendimento a clientes corporativos nos serviços de soluções de dados, voz e tecnologia de informação. Os principais mercados de atuação serão São Paulo (capital e interior), Rio de Janeiro e Belo Horizonte - nos quais a extensão total da rede chega a 550 quilômetros -, além de Goiânia, Brasília e Curitiba. Já para a área de varejo, a empresa conta com a CTBC Telecom (que atua na região do Triângulo mineiro, São Paulo, Goiás e Mato Grosso do Sul), que oferece serviços de telefonia fixa, móvel, longa distância e internet.

O faturamento total do grupo deverá atingir um valor próximo a R$ 3 bilhões em 2009 e a expectativa é de um crescimento de 15%, em 2010.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.