Tamanho do texto

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A relação da Vale com o meio ambiente foi uma das maiores preocupações dos investidores que participaram do road-show da mineradora pelo mundo para divulgar a emissão de ações programada para a próxima semana. De acordo com o presidente da Vale, Roger Agnelli, a operação, que prevê captar até 15 bilhões de dólares, está dentro das expectativas e a forte oscilação do mercado não será um obstáculo.

'O objetivo era chegar até 15 bilhões (de dólares), queremos fazer a captação com tranquilidade, a Valepar está acompanhando o aumento de capital e vários outros acionistas querem acompanhar', afirmou Agnelli após assinar convênio com o Ministério do Meio Ambiente contra uso de madeira e carvão ilegais.

'Então, a questão de preço pode atrair mais investidores, mas o atual investidor exercendo não vai ser diluído, então o preço passa a ser quase irrelevante', explicou.

Agnelli disse que 'em todas as reuniões do road-show perguntaram sobre meio ambiente'. Ele ressaltou que a Vale sempre tratou o assunto como 'um core bussines, uma questão estratégica'.

'Os investidores gostam e apoiam qualquer movimento que a Vale venha a fazer principalmente em questão de investir em crescimento orgânico', disse Agnelli.

A empresa foi multada em 5 milhões de reais pelo Ibama na quarta-feira acusada de venda ilegal de madeira. A mineradora informou que houve um erro de cálculo pelos técnicos responsáveis sobre o volume de árvores que seriam retiradas de uma região de exploração de bauxita, e que vai tentar cancelar a multa junto ao órgão ambiental.

A Vale fixou a venda de ações em até 256.926.766 ordinárias e 164.402.799 preferenciais. Pela cotação das ações atualmente a empresa poderia arrecadar cerca de 12 bilhões de dólares.

Às 14h, os papéis PN cediam 1,25 por cento, cotados a 42,50 reais, enquanto os ordinários caíam 1,80 por cento, cotada 50,08 centavos. O Ibovespa, no mesmo horário, operava em queda de 0,83 por cento.

(Reportagem de Denise Luna)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.