Tamanho do texto

RIO - As dez empresas aéreas que demonstraram interesse em realizar novos voos no aeroporto Santos Dumont já podem enviar à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) as rotas desejadas para operação. Ontem, em reunião da Comissão de Coordenação de Linhas Aéreas Regulares (Comclar), as companhias escolheram os horários em que desejam operar, dentro do universo de 122 pares de horários disponibilizados pela agência reguladora.

As dez companhias que demonstraram interesse em operar no aeroporto carioca foram TAM, Gol/Varig, Webjet, OceanAir, Azul, Trip, NHT, Pantanal, Passaredo e Air Minas. A partir do recebimento dos pedidos de rotas, os voos podem ser aprovados no prazo máximo de 30 dias.

A abertura do aeroporto Santos Dumont para voos em aviões acima de 50 lugares para rotas além da ponte-aérea Rio-São Paulo foi decidida este mês pela Anac e gerou um conflito com o governo do Estado do Rio de Janeiro, que deseja manter o Santos Dumont "fechado", de forma a valorizar o aeroporto internacional Tom Jobim, na Ilha do Governador, Zona Norte do Rio.

Na ocasião, o governador Sérgio Cabral afirmou que lutaria contra a abertura e levantou a possibilidade de não renovar a licença ambiental do aeroporto do Cento da cidade. Segundo o governo estadual, a abertura do Santos Dumont poderia atrapalhar os planos de privatização e comprometer a reforma do Tom Jobim com vistas à Copa do Mundo de 2014.

(Rafael Rosas | Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.