Tamanho do texto

O grupo de consultoria imobiliária Brasil Brokers acertou ontem a compra de 51% do controle da Abyara Intermediação Imobiliária , braço da Abyara Planejamento que reúne os ativos de corretagem, consultoria e assessoria em compra e venda de imóveis. O valor pago será de R$ 250 milhões e dará origem a uma nova empresa, chamada Abyara Brokers.

A compra da área de corretagem da Abyara - a segunda maior na cidade de São Paulo, atrás apenas da Lopes - pela Brasil Brokers já havia sido anunciada no dia 5 de junho, porém só agora as duas companhias divulgaram detalhes da operação. Na época, o anúncio foi visto como o início do esperado processo de consolidação das empresas de construção civil listadas na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa).

O negócio será realizado em duas etapas: na primeira, a BR Brokers irá subscrever R$ 176 milhões em ações que serão emitidas pela Abyara Brokers. Na segunda, a Brasil Brokers comprará ações que a Abyara Planejamento Imobiliário detém na Abyara Brokers.

No prazo de três anos, a BR Brokers e a Abyara poderão optar pelo aumento de sua participação no capital social da Abyara Brokers, caso decidam exercer as respectivas opções de compra e venda garantidas uma à outra por contrato.

Atualmente, a BR Brokers tem 24 subsidiárias em todo o País, com cerca de 6.500 corretores em 680 pontos-de-venda. Criada em janeiro de 2007, a empresa abriu capital na Bolsa em outubro do ano passado, com a estratégia de se expandir pelo Brasil comprando participações em outras empresas de intermediação imobiliária.

As ações da Abyara estão entre as que mais sofreram na Bolsa de Valores recentemente. Nos últimos seis meses, caíram 30,4%. Relatório de junho do banco de investimentos JP Morgan mostrou que a Abyara, a Helbor, a Klabin Segall, a Even e a Company são os grupos com posição financeira menos confortável (numa base relativa de comparação) para sustentar seus planos de crescimento.

Além da queda geral do mercado de ações, provocada pela crise financeira internacional, as empresas do ramo imobiliário estão sendo particularmente afetadas. A razão é o temor que a alta de juros promovida pelo Banco Central possa provocar sobre a indústria da construção civil, que depende diretamente de sua capacidade de financiamento para tocar as obras e para a venda dos imóveis.

A venda da divisão de corretagem foi comemorada pelo banco de investimentos americano Morgan Stanley, dono de 22% da Abyara Planejamento. "A empresa não terá dificuldade em levantar capital. A venda da corretora para a BR Brokers vai gerar recursos para os próximos 12 meses. E o fato de o Morgan colocar dinheiro pode animar os investidores", afirmou há duas semanas o diretor-executivo do Morgan Stanley, Alfonso Munk.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.