Tamanho do texto

São Paulo, 8 - A receita com as exportações de carne suína brasileira cresceu 90,48% em julho para US$ 168,86 milhões na comparação com o mesmo mês do ano passado. Em volume, houve acréscimo de 23,34% para 56,12 mil toneladas.

A informação foi divulgada hoje pela Associação Brasileira da Indústria Produtora e Exportadora de Carne Suína (Abipecs). "As exportações continuam firmes, mantendo a previsão inicial. Os volumes se sustentam e os preços sobem", diz Pedro de Camargo Neto, presidente da Abipecs.

As vendas externas do setor nos sete primeiros meses do ano somaram 326,79 mil toneladas, alta de 0,08% ante igual período de 2007. Na comparação com o período janeiro a julho de 2007, a receita teve acréscimo de 37,54% para US$ 876,72 milhões.

A Rússia foi o principal mercado para a carne suína brasileira no acumulado de janeiro a julho, com participação de 43,46% no mercado. As exportações para a Rússia totalizaram 26,19 mil toneladas em julho, uma expansão de 12,15% em relação a julho de 2007. De janeiro a julho deste ano, entretanto, as exportações para o mercado russo caíram 11,38% em volume para 142 mil toneladas, embora tenham aumentado 26,28% em valor para US$ 459 mil.

O segundo mercado mais importante no mês foi Hong Kong, com 20,74% de participação, somando 67,78 mil toneladas. Na seqüência estão Ucrânia (com 20,40 mil toneladas), Argentina (com 16,96 mil toneladas) e Cingapura (com 13,31 mil toneladas).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.