Tamanho do texto

O etanol segue competitivo no tanque dos carros flex fuel em seis dos 26 Estados brasileiros e o Distrito Federal, de acordo com dados da Agência Nacional do Petróleo, compilados pela Agência Estado , referentes à semana encerrada hoje. Os preços médios caíram em 14 Estados nesta semana e subiram em 11.

Atualmente, o etanol permanece vantajoso apenas nos Estados de Goiás, Mato Grosso, Paraná, Pernambuco, São Paulo e Tocantins. A vantagem é calculada considerando que o poder calorífico do motor a álcool é de 70% do motor à gasolina.

Abastecer com gasolina está vantajoso em 18 Estados e, em Alagoas, Bahia e Mato Grosso do Sul, é indiferente o uso do etanol ou da gasolina no tanque de combustível. Desde a semana de 16 de outubro, a gasolina passou a ser vantajosa em mais Estados do que o etanol.

Segundo o levantamento, os Estados onde a vantagem do etanol é mais significativa são Mato Grosso (preço do etanol é 57,74% do preço da gasolina), Goiás (62,39%), São Paulo (64,43%) e Paraná (65,38%).

A gasolina está mais vantajosa principalmente em Roraima (preço do etanol é 80,01% do valor da gasolina), Pará (79,41%), Rio Grande do Sul (79,35%), Amapá (75,76%), Espírito Santo (75,66%) e Santa Catarina (74,63%).

Segundo a ANP, o preço mínimo registrado para o etanol foi de R$ 1,239 por litro no Estado de São Paulo. O preço máximo foi de R$ 2,99 por litro registrado no Acre. Na média de preços, o menor preço médio foi o de São Paulo, a R$ 1,578 por litro, e o maior preço médio foi registrado em Amapá, a R$ 2,182 por litro.

O levantamento também revela que os preços médios do etanol combustível subiram nos postos de 11 Estados no período analisado. As cotações caíram em 14 Estados. Em 2 Estados os preços permaneceram estáveis. As maiores quedas foram registradas no Amapá (-2,67%) e Paraná (-2,59%). As maiores altas foram registradas em São Paulo (+1,21%) e Acre (+1,19%).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.