Tamanho do texto

A fusão que criou o líder mundial da cerveja AB Inbev estimulou o lucro líquido do grupo no terceiro trimestre, mas as vendas e o volume de produção registraram retrocesso.

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=economia%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237573691214&_c_=MiGComponente_C

O grupo, que nasceu da compra no ano passado da americana Anheuser-Busch (AB) pela belga-brasileira Inbev, teve lucro líquido de US$ 1,546 bilhão, mais que o dobro dos US$ 690 milhões registrados pela Inbev sozinha no terceiro trimestre de 2008.

O grupo não divulgou dados de de comparação 'pro forma' com os resultados da Anheuser-Busch em 2008.

Já o volume de negócios 'pro forma' registrou queda de 10,4%, a US$ 9,763 bilhões, e o volume de produção caiu 5%, a US$ 106,6 bilhões de hectolitros.

Leia mais sobre: balanços

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.