Tamanho do texto

Uma pesquisa divulgada pela Fundação Procon-SP nesta terça-feira aponta que 35 empresas, entre as mais de 60 fiscalizadas, ainda têm irregularidades no cumprimento da nova lei dos call centers.

Os fiscais do Procon-SP realizaram, entre os dias 1 e 7 de dezembro, mais de 1.500 ligações telefônicas, gravadas e cronometradas.

O objetivo da pesquisa, segundo o órgão, foi verificar se essas empresas estavam seguindo as novas regras, principalmente em relação às questões de acessibilidade, gratuidade das ligações, disponibilidade do serviço, tempo de espera para contato com os atendentes, adequação do menu eletrônico dos call centers, entre outros fatores.

As empresas que apresentaram irregularidades serão autuadas e responderão a processo administrativo no Procon. As multas variam de acordo com a gravidade e quantidade de infrações cometidas e a condição econômica do infrator, e podem passar de R$ 3 milhões.

Leia mais sobre call center

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.