Auxílio emergencial: governo aprova mais de mil pedidos de contestação

Veja como contestar caso o seu benefício tenha sido cancelado ou você tenha se tornado inelegível

Governo aprova 1.125 pedidos de contestação do auxílio emergencial
Foto: Sophia Bernardes
Governo aprova 1.125 pedidos de contestação do auxílio emergencial

O governo federal vai pagar o auxílio emergencial para 1.125 pessoas que foram aprovadas após análises pedidos de contestação. Os resultados podem ser conferidos neste link .

Vale lembrar que nesta sexta-feira (24), acontece o  pagamento da sexta parcela do auxílio para os trabalhadores nascidos em abril, sem direito ao Bolsa Família.

Todos os meses, os benefíciarios do auxílio emergencial passam por análises para provar que continuam atendendo a todos os critérios exigidos por lei para ter direito ao pagamento. 

Os trabalhadores que tiveram o benefício cancelado em setembro ou que ficaram inelegíveis no novo lote terão até as 23h59 da próxima segunda-feira (27) para contestar a decisão. Veja como contestar:

  1. Acesse o  portal do Ministério da Cidadania e preencha as lacunas com todos os dados de identificação;
  2. Na página inicial, verifique o resultado do parcelamento. Caso uma ou mais parcelas tenham sido canceladas, clique no ícone de informações para exibir o motivo do cancelamento;
  3. Se o motivo do cancelamento permitir a contestação, clique em "Contestar";
  4. O requerimento será reanalisado pela Dataprev, e você pode se tornar elegível ou voltar a receber caso o pedido seja aprovado.