Bolsonaro diz que inflação passa por governadores e "não pode resolver sozinho"

Presidente culpa o fechamento do comércio pela alta nos preços

Presidente culpa o fechamento do comércio pela alta nos preços
Foto: Edu Andrade/ME
Presidente culpa o fechamento do comércio pela alta nos preços

O presidente Jair Bolsonaro disse que a culpa da inflação estar próxima de atingir a marca de dois dígitos "passa por governadores", e que ele não pode resolver por conta própria. A reclamação foi em entrevista à rádio Jornal Pernambuco nesta quinta-feira (26).

"Estamos vendo a inflação, sim, na casa dos 7%, quando fala 7% é uma inflação global. Lógico que os alimentos estão muito acima disso, isso é preocupante. Se bem que a inflação no tocante aos alimentos veio para o mundo todo, o mundo todo tá sofrendo. A gente vê a questão do gás de cozinha, 130 reais o botijão de 13 quilos. Temos saída para isso, mas passa pelos governadores, bem como a questão dos combustíveis também. O combustível está caro, ultrapassou 6 reais. Na refinaria custa 1 litro de gasolina 2 reais. Temos alternativa? Temos. Mas eu, sozinho, não consigo resolver esse assunto. Passa pelo entendimento dos senhores governadores", afirmou.

A inflação, na verdade, já  ultrapassou 9%, segundo dados do IPCA-15 divulgados ontem pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Para Bolsonaro, a culpa desse valor é do fechamento do comércio promovido por governadores e prefeitos, o que chamou de "política do fica em casa".

Na entrevista, o presidente destacou, além dos preços altos dos alimentos, a atual crise hidrológica vivida no País, mas disse que a "economia está se recuperando". "Temos notícias tristes, mas temos que nos unir e enfrentar esses desafios".