Funcionários processam McDonald's por dar máscara feita de fralda para cachorro

Segundo os funcionários, eles não receberam proteção adequada contra o novo coronavírus

Funcionários processam McDonald's  por dar máscara feita de frauda para cachorro
Foto: shutterstock
Funcionários processam McDonald's por dar máscara feita de frauda para cachorro

Funcionários de uma franquia do McDonald's em Oakland, nos Estados Unidos, entraram na Justiça contra a rede por fornecer máscaras feitas de "fraldas para cachorro". Segundo os trabalhadores, o dono da franquia deu até máscaras feitas de filtro de café no início do ano, adianta o New York Times. 

Eles contam ainda que reclamaram com o dono e conseguiram máscaras apropriadas, mas eram abrigados a lavá-las para reutilização. As alegações foram incluídas no processo que acusa o proprietário de causar um surto de Covid-19 no estabelecimento. 

Agora, os trabalhadores e o dono da franquia estão anunciando um acordo no qual o restaurante concordou em aplicar as medidas de segurança, incluindo distanciamento social, rastreamento de contatos e políticas de licença médica remunerada. O acordo também prevê que um comitê de gerentes se reúna mensalmente para discutir o cumprimento das medidas obrigatórias e se novas são necessárias.

Angely Rodriguez Lambert, uma ex-funcionária do McDonald's disse que estavam "sendo tratados como cão fraldas de cachorro para usar como máscaras. Não somos cachorros.”

Michael Smith, dono da franquia, nega as acusações e adiciona ter tomado as precauções necessárias "há mais de um ano".