santander
João Paulo Chagas/Wikipedia
Santander aumentou o valor limite para financiamento de imóveis, reduzindo entrada mínima de 20% para 10%

O banco Santander anunciou, nesta terça-feira (7), que passará a financiar até 90% do valor de imóveis residenciais na modalidade de parcelas atualizáveis (Sistema de Amortização Constante - SAC).

Leia também: Bancos não cobrarão tarifa sobre limite do cheque especial; Santander é exceção

Na prática, isso significa que o comprador do imóvel terá que desembolsar uma entrada menor para pedir o financiamento imobiliário. Antes, as cartas de crédito cobriam até 80% do valor do bem. Ou seja, o aporte inicial para a aquisição de imóvel, que era de no mínimo 20%, foi reduzido para 10%.

Os financiamentos podem ser parcelados em até 420 meses (ou 35 anos), e a taxa mínima de juros pode chegar a 7,99% ao ano, mais a Taxa Referencial (TR). As condições são válidas para a aquisição de unidades a partir de R$ 90 mil.

O cliente pode somar a renda com mais de uma pessoa, mesmo sem ter parentesco, para a análise de crédito e utilizar o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço ( FGTS ). A aprovação está condicionada à análise de crédito personalizada.

Leia também: "Se pudesse privatizar hoje, privatizaria", diz Bolsonaro sobre Correios

Os interessados poderão simular o financiamento imobiliário por meio do site do Santander .

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários