Tamanho do texto

Cinco dicas que te ajudarão no planejamento e possibilitarão a concretização do sonho de começar um negócio próprio nesse ano que se aproxima

Brasil Econômico

Investir em diferentes tipos de tributação, como  MEi, Eireli, Real, Presumido ou Simples, é uma boa opção para iniciar um negócio próprio
iStock
Investir em diferentes tipos de tributação, como MEi, Eireli, Real, Presumido ou Simples, é uma boa opção para iniciar um negócio próprio

O fim de ano se aproxima e com ele os preparativos e planejamentos para 2017 já costumam aparecer, como por exemplo, o sonho de ter um negócio próprio. Para que essa seja uma das metas concretizadas nesse ano novo, Fernando Bottura, presidente da Gowork, especializada em Escritórios Compartilhados, listou alguns passos que tem funcionado no ramo empresarial.

+ O que você precisa saber antes de empreender

A possibilidade de abrir um negócio próprio é cheia de dificuldades, principalmente quando se pensa em custos e estrutura física. Porém, com essas cinco dicas, iniciar o seu projeto será mais fácil e organizado.

Planejar é a alma do negócio

 Elimine a impulsividade. Quando se trata de abrir um negócio próprio, planejar-se com calma é algo importante para que o seu objetivo seja atingido. Ações desordenadas só dificultarão o processo. Pesquisas sobre como está o mercado que pretende atuar também ajudarão a se organizar e definir o nicho de público alvo do seu negócio.  

Qual o aporte financeiro inicial

Para que seu futuro negócio seja um sucesso, pesquise sobre o aporte financeiro inicial desejado. Empresas possuem custos que vão muito além de pagamentos mensais. Pesquisar sobre taxas da junta comercial e emissão do alvará é necessário, já que costumam variar de acordo com a localidade e o cenário atuante escolhido.

+ Como aumentar as vendas da sua empresa

Redução inteligente é o caminho

Busque alternativas para os custos elevados.  Sendo os alugueis um dos custos mais altos, priorizar essas opções pode ajudar. Materiais para escritório, energia, e telefone também consumirão boa parte desse dinheiro, por isso é primordial reduzi-los ao máximo. Uma boa dica para economizar são escritórios compartilhados ou espaços de coworking, assim todos esses gastos serão unificados e consequentemente menores.

Regularize sua empresa

Analise e alinhe sua empresa com antecedência. Atualmente, muitos empreendedores têm ordenado suas empresas dentro de diferentes tipos de tributação, como por exemplo, o MEi, Eireli, Real, Presumido ou Simples.

O  Microempreendedor Individual (MEi),  possibilita escolher por contribuições  e pelo recolhimento de impostos acerca do Simples Nacional e independentemente de sua receita bruta.

O  Empresa individual de responsabilidade limitada (Eireli) é uma boa opção para empreendedores que não pretendem  ter sócios. Nesse caso, a empresa será enquadrada como de pequeno porte, sendo suas opções tributárias Lucro Real, ou seja apuração anual ou trimestral, Presumido e Simples Nacional  que são exclusivos para Microempresas e Empresas de Pequeno Porte.

Seja visto

 Amplie sua rede de contatos. Mesmo que já possua muitos clientes, é importante buscar por mais pessoas que se identifiquem com o serviço oferecido pela empresa. Se estiver em um coworking, busque por parceiros e associações. Investir em ferramentas de captação de clientes também é um diferencial.

+ Veja três dicas para abrir o próprio negócio em tempos de crise

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.