Tamanho do texto

Especialista em recrutamento dá orientações para as pessoas que precisam e desejam trabalhar no fim do ano para complementar a renda; fique de olho!

Brasil Econômico

Se você está em busca de emprego temporário, vale a pena de empenhar para conquistar a vaga
Valdecir Galor/SMCS
Se você está em busca de emprego temporário, vale a pena de empenhar para conquistar a vaga

Está em cima da hora, mas ainda é tempo de conseguir aquela vaga temporária que você tanto quer (ou precisa). Muitas empresas acabam precisando de um número maior de mão-de-obra neste período, oferendo emprego e oportunidades interessantes; então vale ficar de olho!

+ As 50 perguntas mais comuns feitas em entrevistas de emprego

Especialmente em um ano tão ruim para o trabalhador, com a taxa de desemprego atingindo uma média de 12% da população, ou mais de 12 milhões de pessoas, as vagas temporárias de emprego podem ser ainda mais valiosas. Se você está em busca desse trabalho temporário, vale a pena de empenhar para conquistar esse espaço – e, quem sabe, não garantir um emprego definitivo para o próximo ano?

Para dar algumas dicas, o Brasil Econômico consultou a headhunter e executive coach, sócia da Consultants Group by Tegon, Luciana Tegon. Veja como organizar ideias e ter uma boa estratégia, além de criar um bom currículo e dar uma pretensão salarial interessante, segundo a especialista.

+ Veja cinco dicas para se dar bem na entrevista de emprego

“Sempre orientamos os profissionais a criar uma boa estratégia na busca de trabalho. Boas vagas temporárias, em empresas promissoras, que podem render uma oportunidade efetiva, são preenchidas logo, então os candidatos precisam ser ágeis. Primeiro, é importante criar um bom currículo, direto e objetivo e com pretensão salarial, pois as empresas usam esse critério para a seleção. E o passo seguinte é buscar as oportunidades e cadastrar o currículo tanto em sites de empregos como nas áreas ‘trabalhe conosco’, nos sites das empresas”, explica.

De acordo com Tegon, existem ainda muitos outros recursos para alcançar o objetivo e, principalmente, para manter o emprego fixo.  Nesse caso, o empregado tem que ter em mente que esta pode ser apenas uma etapa para um emprego efetivo e duradouro, e só vai depender dele.

“Sempre sugiro que o profissional converse com o superior buscando um retorno sobre seu trabalho, se o que está fazendo é satisfatório e como pode melhorar sua atuação, pois demonstrar interesse em fazer sempre o melhor também é visto como um diferencial dentro da empresa e pode garantir uma vaga definitiva. Mas é importante que as pessoas saibam que isso não pode ser um teatrinho visando apenas se tornar efetivo, mas sim uma preocupação permanente com o futuro profissional”, orienta.

Outras dicas importantes que a especialista dá que são dignas de tomar nota:

1. Chegue pontualmente à entrevista com seu currículo atualizado.

2. Todos devem se vestir adequadamente. Os homens devem ter a barba, cabelos, dentes e unhas bem cuidados, e as mulheres devem tomar cuidado com decotes e saias para não passar uma má impressão na entrevista.

3. Ao ser entrevistado, sente-se confortavelmente, responda ao que lhe for perguntado de forma objetiva, sem rodeios ou mentiras! Lembre-se de que o selecionador é treinado para detectar qualquer uma dessas manobras.

+ Motivação de funcionários pode ser a chave do sucesso - veja dicas

4. Não fale gírias ou demonstre intimidade com o selecionador, isso não facilitará seu caminho. Pelo contrário, pode tirá-lo do processo seletivo.

5. Se tiver dúvidas, pergunte ao recrutador tudo o que deseja saber e sempre agradeça pela oportunidade de tentar aquela vaga de emprego. Se a impressão for boa, pode até ser que essa oportunidade não aconteça, mas ele poderá se lembrar de você futuramente.